Obrigado por contribuir para melhorar o Fórum D!

Deixe a sua sugestão

MAIS SOBRE VITAMINA D

IMPRENSA

A importância da Vitamina D (com video)


O reumatologista e um dos promotores do Fórum D, Dr. Pereira da Silva, esteve na Edição da Manhã para falar da importância da vitamina D, quando se sabe que apesar de vivermos num país onde o sol brilha grande parte do ano, muitos portugueses apresentam défice desta vitamina.

As 4 vitaminas recomendadas por um cardiologista (em inglês)


O mundo das vitaminas e suplementos é confuso. Todas apresentam os seus benefícios para a saúde, mas se tudo fosse verdade iria acabar por tomar centenas de suplementos por dia. Como saber quais é que vale a pena ter atenção? Fique a saber!

Vitamina D aumenta esperança de vida


Estudo norte-americano relaciona níveis demasiado baixos de vitamina D com o desenvolvimento de certas doenças, como as do foro cardíaco, diabetes e hipertensão.

VIDEOS

O Popular Dr. Oz aponta as Vantagens da Vitamina D


O Dr. Oz também conhecido da televisão Portuguesa refere os niveis preocupantes de carência de Vitamina D nos Estados Unidos da América e as vantagens que esta pode trazer.

A Verdadeira História da Vitamina D


Uma reportagem da CBN News sobre os efeitos da Vitamina D e os efeitos benéficos que demonstra ter contras as infecções virais entre outros.

A Vitamina D na Prevenção do Cancro


O Dr. Meschino um dos pioneiros na criação de vídeos educativos sobre medicina na Internet fala sobre a Vitamina D e a sua importância na prevenção do cancro.

Uma extensa compilação de artigos sobre Vitamina D, com link para pubmed ou fontes semelhantes.

Aceda à base científica
Suplementação de Vitamina D

A suplementação com vitamina D3 é um modo eficaz e alternativo à exposição solar. Devem ser respeitadas as doses adequadas.

Necessidades diárias em Vitamina D

A resposta de cada individuo à suplementação com vitamina D é muito variável. As quantidades necessárias para subir ou manter os níveis sanguíneos para uma pessoa podem não ser suficientes para uma outra. Isto fica a dever-se a vários factores, tais como a idade, peso, capacidade de absorção, saúde geral e quantidade de exposição solar. Estudos recentes demonstram que variações genéticas são igualmente um factor a ter em conta.

A única forma de ter a certeza se uma certa dosagem está a funcionar consigo é fazer a medição dos seus níveis através de um exame de vitamina D. A monitorização ocasional destes níveis irá determinar qual a dose mais correcta para si.

Contudo, NOTE BEM, a Vitamina D é muito segura: para se intoxicar com ela teria de tomar doses muito acima daquilo que aqui recomendamos. Assim, é seguro fazer a sua suplementação dentro destes limites mesmo que não possa saber qual o nível da vitamina D no seu sangue.

As doses recomendadas pelo Governo norte-americano como adequadas para manter a saúde do osso e o metabolismo do cálcio, em pessoas normais, é de:

  • 600 U/dia para crianças e adultos até aos 70 anos de idade
  • 800U/dia, depois dos 70 anos de idade

Estas doses são provavelmente insuficientes. Sabemos hoje que a vitamina D tem influência sobre um espectro muito maior de processos fisiológicos do que apenas manter a saúde dos ossos e um metabolismo de cálcio normal. A maior parte dos investigadores por todo o mundo está de acordo em que os níveis actualmente recomendados não são suficientes para elevar e/ou manter os níveis de vitamina D necessários para uma boa saúde. Um entidade científica norte-americana – o Vitamin D Council – emitiu as seguintes recomendações:

“O Vitamin D Council recomenda as seguintes quantidades diárias de vitamina D3 como suplemento, na ausência de exposição solar adequada:

  • Crianças saudáveis com menos de 1 ano de idade: 1.000 UI/dia.
  • Crianças saudáveis com mais de 1 ano de idade: 1.000 UI /dia por cada 10 Kg de peso corporal.
  • Adultos e adolescentes: pelo menos 5.000 UI/dia.
  • Grávidas e lactantes: pelo menos 6.000 UI/dia.

Em certas condições de saúde, poderão justificar-se doses mais altas”

NOTE BEM: estas recomendações do Vitamin D Council são bastante superiores ao que muitos investigadores recomendam. Na realidade, não temos ainda dados definitivos que permitam determinar com exactidão qual a dose mais adequada. Daí a enorme controvérsia e diferença de opiniões que podemos encontrar. Contudo, decorrem actualmente estudos nesse sentido tanto na Europa como nos EUA. A dose usada nesses estudos, aprovada pelas autoridades de saúde e justificada em base científica, é de 2.000 UI/dia para idosos. Trata-se de uma estimativa que nos parece a mais razoável neste momento.

Dose máxima tolerável

A dose máxima tolerável de Vitamina D estabelecida pelas autoridades norte-americanas é de 4.000 UI por dia. Na realidade temos hoje ampla documentação de que são precisas doses muito superiores a estas, continuadas por muito tempo, para que se observem alguns efeitos negativos da Vitamina D.

Alguns estudos sugerem mesmo que estes valores terão que ser ultrapassados para tratar adequadamente muitos doentes Muitos investigadores nesta áreas concordam que o limite superior diário deveria ser aumentado para pelo menos 10.000 UI por dia. 8  Na realidade, esta é a quantidade de vitamina D que poderíamos produzir passando um dia inteiro ao sol - e não se conhecem casos de intoxicação por Vitamina D devido a exposição solar. O organismo controla o nível final da vitamina D activa que produz.

Podem tomar-se mais 10.000 UI por dia?

Em certas situações de carência extrema, é fundamental aumentar rapidamente os níveis de vitamina D no sangue. Nestas condições, o Médico pode optar por usar doses muito superiores a esta por um certo período de tempo, diminuindo depois para valores mais baixos, como manutenção. Aquando da utilização de vitamina D em quantidades elevadas, é aconselhável uma monitorização frequente nos níveis sanguíneos, bem como a ingestão adequada de magnésio.

Assim que os níveis sanguíneos de vitamina D estejam optimizados, a toma diária deverá ser reduzida para os níveis necessários para os manter. A quantidade necessária será única a cada indivíduo, mas deverá ser inferior a 5,000 UI por dia.

Que tipo de Vitamina D?

Existem actualmente disponíveis no mercado diversos suplementos de vitamina D, os quais diferem essencialmente na forma de apresentação e número de unidades de Vitamina D que possuem. A escolha do produto a utilizar deverá ter em conta as unidades de Vitamina D e a preferência do doente no que fiz respeito à frequência e à forma de administração.

No caso de necessitar de suplementação de Vitamina D, deverá seguir sempre as recomendações do seu médico quanto à forma de administração.