Obrigado por contribuir para melhorar o Fórum D!

Deixe a sua sugestão

BENEFÍCIOS DA VITAMINA D

IMPRENSA

A importância da Vitamina D (com video)


O reumatologista e um dos promotores do Fórum D, Dr. Pereira da Silva, esteve na Edição da Manhã para falar da importância da vitamina D, quando se sabe que apesar de vivermos num país onde o sol brilha grande parte do ano, muitos portugueses apresentam défice desta vitamina.

As 4 vitaminas recomendadas por um cardiologista (em inglês)


O mundo das vitaminas e suplementos é confuso. Todas apresentam os seus benefícios para a saúde, mas se tudo fosse verdade iria acabar por tomar centenas de suplementos por dia. Como saber quais é que vale a pena ter atenção? Fique a saber!

Vitamina D aumenta esperança de vida


Estudo norte-americano relaciona níveis demasiado baixos de vitamina D com o desenvolvimento de certas doenças, como as do foro cardíaco, diabetes e hipertensão.

VIDEOS

O Popular Dr. Oz aponta as Vantagens da Vitamina D


O Dr. Oz também conhecido da televisão Portuguesa refere os niveis preocupantes de carência de Vitamina D nos Estados Unidos da América e as vantagens que esta pode trazer.

A Verdadeira História da Vitamina D


Uma reportagem da CBN News sobre os efeitos da Vitamina D e os efeitos benéficos que demonstra ter contras as infecções virais entre outros.

A Vitamina D na Prevenção do Cancro


O Dr. Meschino um dos pioneiros na criação de vídeos educativos sobre medicina na Internet fala sobre a Vitamina D e a sua importância na prevenção do cancro.

Uma extensa compilação de artigos sobre Vitamina D, com link para pubmed ou fontes semelhantes.

Aceda à base científica
Esclerose Múltipla

A esclerose múltipla (EM) é uma doença crónica autoimune do sistema nervoso central. Afecta o cérebro, o nervo óptico e a espinal medula.

Sumário para doentes ou público em geral

 

A esclerose múltipla (EM) é uma doença crónica autoimune do sistema nervoso central. Afecta o cérebro, o nervo óptico e a espinal medula.

A esclerose múltipla (EM) ocorre quando o sistema imunitário ataca tecidos normais do corpo em vez de os proteger. Quando as próprias células imunitárias atacam o sistema nervoso, gera-se um processo inflamatório. Na EM, a inflamação danifica repetidamente o revestimento de mielina que cobre e protege as fibras nervosas. Este dano faz com que os impulsos nervosos abrandem ou cheguem mesmo a ficar interrompidos. Os sintomas de EM variam de indivíduo para indivíduo.

Fatores de risco 

Os factores de risco conhecidos para a EM incluem:

  • ♣    Infecção viral Epstein-Barr - as pessoas com EM têm níveis mais elevados de antigénios ao vírus. Tal pode dever-se a uma resposta imunitária excessivamente activa que ocorre quando os níveis de vitamina D estão em baixa, como no inverno.
  • ♣    Tabagismo – vários estudos demonstraram uma relação entre hábitos tabágicos e a EM, particularmente nas pessoas com níveis altos de antigénios ao vírus Epstein-Barr.

 

Exposição solar e esclerose múltipla 

Vários estudos demonstram que a exposição solar pode limitar a incidência ou gravidade da EM:

  • ♣    A doença ocorre mais frequentemente longe do equador, onde existe menos radiação solar.
  • ♣    Maior exposição solar ao longo da vida está associada a uma redução no risco de EM.
  • ♣    São reportados menos sintomas da doença no verão, quando existe mais luz solar.
  • ♣    A EM ocorre mais frequentemente na primavera, quando os níveis de vitamina D estão em baixa.

 

Vitamina D e esclerose múltipla

Vários estudos observacionais identificaram que baixos níveis de vitamina D estão associados a um aumento no risco de desenvolver EM.

Como é que Vitamina D funciona neste caso?

Ainda não é totalmente conhecido como a vitamina D pode reduzir o risco ou gravidade da EM. No entanto, é provável que a vitamina D impeça a produção citocinas, envolvidas na inflamação. As citocinas são moléculas que ajudam à comunicação entre as células. Assim, a vitamina D pode ajudar a reduzir a inflamação.

No inverno, quando os níveis de vitamina D são baixos, o sistema imunitário pode exagerar na resposta a uma infecção viral por Epstein-Barr. Tal situação pode desencadear o desenvolvimento desta doença autoimune.

 

Prevenção

Existem alguns estudos que demonstram que baixos níveis de vitamina D são um factor de risco para a EM. 

Um estudo na Austrália identificou uma redução de 7% no risco de desenvolver EM por cada aumento de 4 ng/mL (10 nmol/L) nos níveis de vitamina D no sangue.

Com base em estudos de infeções virais, os níveis de vitamina D acima dos 40 ng/mL (100 nmol/L) podem ajudar a proteger contra a EM.

Tratamento

Com base em estudos com suplementos de vitamina D, não existe evidência relevante de que a gravidade da EM pode ser afectada pela vitamina D.