Asma

Asma

A asma é uma doença inflamatória das vias respiratórias muito comum. É uma situação crónica com sintomas variaveis: pieira, tosse, apertos no peito e falta de ar. Em situações mais graves, as vias respiratórias podem entrar em espamos e agudizar as dificuldades respiratórias.

Sumário para doentes para doentes e população em geral

Fatores de risco 

Infecções da via respiratória são um importante factor de risco. As crises são mais propensas a acontecer no outono e inverno, quando as infecções respiratórias são mais comuns.

Exposição solar e asma 

Um estudo realizado na Suécia identificou que as hospitalizações por asma são:

  • ♣    Menos frequentes no verão, para pessoas de todas as idades.
  • ♣    Mais frequentes no outono, para pessoas abaixo dos 60 anos.
  • ♣    Pico de incidência no inverno para pessoas acima dos 60 anos.

Uma das explicações possíveis para aqueles achados é que os mais jovens encontram mais pessoas novas quando regressam à escola. As infecções respiratórias no geral também são mais comuns no inverno, em parte porque existe menos radiação solar e consequente menor produção de vitamina D. Por outro lado, há evidência que sugere que infecções virais respiratórias numa fase inicial da vida, aumentam o risco de aparecimento de asma mais tarde.

Vitamina D e asma

Níveis óptimos de vitamina D durante a gravidez reduzem o risco de pieira nas crianças. No entanto, estas crianças podem ter um risco acrescido de desenvolver asma a partir dos 5 anos de idade:

  • ♣    No reino unido, crianças nascidas de mães com níveis de vitamina D acima dos 30 ng/mL (75 nmol/L) durante a gravidez tinham cinco vezes mais probabilidade de vir a desenvolver asma a partir dos 9 anos de idade.
  • ♣    Na finlândia, crianças que receberam vitamina D durante a infância apresentavam um risco 35% superior de desenvolver asma, a partir dos 31 anos de idade.

Por outro lado, existem ensaios clínicos que mostram que a vitamina D pode melhor os sintomas de ataques de asma:

  • ♣    Num estudo realizado no Japão, foi verificado que existia uma redução significativa dos ataques de asma em crianças que estavam a tomar 1200 (UI)/dia de suplementos de vitamina D.
  • ♣    Nos EUA, a análise de dados relativos a pacientes com asma mostrou que 35% destes apresentavam baixos níveis de vitamina D (abaixo dos 30 ng/mL (75 nmol/L)). O mesmo grupo apresentava um maior risco de hospitalização ou visitas à urgência, na ordem dos 50%.

 

Como é que Vitamina D funciona neste caso?

Para contrariar as consequências da asma, a vitamina D pode:

  • ♣    Limitar o risco de infecções virais respiratórias.
  • ♣    Aumentar a produção de interleukin-10, um factor que reduz a inflamação.
  • ♣    Proteger as células sensíveis presentes na via respiratória.
  • ♣    Estimular a produção de citocinas para reduzir a inflamação.

 

Prevenção

Estudos indicam que a vitamina D não previne o desenvolvimento de asma no feto ou nos primeiros anos de vida.

Tratamento

Com base em estudos sobre gripe e asma, as crianças poderão beneficiar se tomarem 12000-2000 Ui de vitamina D por dia. Os adultos poderão tirar benefícios em ter os seus níveis de vitamina D acima dos 38 ng/mL (95 nmol/L). Para atingir estes níveis, uma toma diária entre as 1000-5000 UI por dia deverão ser suficientes, havendo no entanto muitas variações de pessoa para pessoa.

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(http://forumd.org/forumd/wp-content/uploads/2018/06/Background-2000x800.jpg);background-size: cover;background-position: center center;background-attachment: scroll;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 240px;}