Cefaleias

Cefaleias

Sumário para doentes e público em geral

 

As dores de cabeça mais comuns, são geralmente causadas por músculos tensos, em especial dos ombros, pescoço, crânio e maxilar. São denominadas de cefaleias de tensão. Estão frequentemente relacionadas com stress, depressão ou ansiedade.

Existem outros tipos de dores de cabeça, nomeadamente as enxaquecas, cluster ou sinus. As enxaquecas não são afectadas pela vitamina D, enquanto as dores de cabeça cluster e sinus são consideradas raras.

Fatores de risco 

As causas subjacentes às dores de cabeça de tensão são desconhecidas, mas assentam num distúrbio vascular/neurológico.

 

Exposição solar e cefaleias de tensão 

Uma maneira de verificar os efeitos da exposição solar é se existem diferenças na incidência de determinada doença com a latitude, dado que existe menos luz solar longe do equador. Existe evidência de que a frequência de dores de cabeça de tensão aumenta com a latitude. Um estudo de revisão revelou taxas deste tipo de dor de cabeça muito mais elevadas entre os 45º e 55º do que entre os 1º to 25º de latitude. Um estudo na Grécia identificou que o número de enxaquecas de tensão aumentava em latitudes mais elevadas e menores temperaturas.

 

Vitamina D e cefaleias

As pessoas com mais dores de cabeça de tensão têm frequentemente baixos níveis de vitamina D. Em Oslo, Noruega, tanto os nativos como os emigrantes com cefaleias de tensão tinham baixos níveis de vitamina D. Muitos desses indivíduos tinham pele de cor escura, o que diminui a produção de vitamina D. Neste estudo, 15% dos que tinham dores de cabeça apresentavam baixos níveis de vitamina D (inferior aos 20 ng/mL [50 nmol/L]) contra apenas 5% com níveis normais de vitamina D.

Como é que Vitamina D funciona neste caso?

A vitamina D afecta um bom número de condições neurológicas, o que  pode ter um papel nas cefaleias de tensão. A vitamina D pode reduzir o risco de enxaquecas ao aumentar:

  • ♣    Absorção de magnésio.
  • ♣    Absorção de cálcio.

É de notar que a deficiência de magnésio nos indivíduos sob hemodiálise pode causar dores de cabeça.

 

Prevenção

Existe alguma evidência de que níveis mais elevados de vitamina D (acima dos 40 ng/mL [100 mmol/L]) pode reduzir o risco ou gravidade das cefaleias de tensão.

Vitamina D e cálcio

Um estudo na India identificou que a vitamina D e o cálcio podem ajudar a reduzir o risco de cefaleias de tensão.

Tratamento

No estudo Indiano acima citado, os participantes tinham níveis de vitamina D de 10 ng/mL (25 nmol/L) ou menos no inicio do estudo. Foram administrados com 1000-1500 UI (40–60 mcg) por dia de vitamina D3 (cholecalciferol) e 1000 mg/dia de cálcio. Os sintomas da dor de cabeça geralmente desapareceram ao fim de 4 meses. Doses mais elevadas de vitamina D poderiam ter levado a uma recuperação mais rápida.

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(http://forumd.org/forumd/wp-content/uploads/2018/06/Background-2000x800.jpg);background-size: cover;background-position: center center;background-attachment: scroll;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 240px;}