Fertilidade

Fertilidade

No mundo animal a exposição solar aparenta ajudar a regular a fertilidade. A duração de luz solar num dia é um factor importante para a fertilidade. Muitos animais nascem na primavera, quando o acesso a alimentação está facilitada.

 

A infertilidade é conhecida como a incapacidade da mulher ter um filho, geralmente após vários meses ou anos de relações sexuais sem contraceção. A infertilidade também inclui abortos espontâneos.

 

Fcatores de risco

As causas mais comuns para a infertilidade feminina incluem:

  • ♣    Perturbações na ovulação
  • ♣    Bloqueio das trompas
  • ♣    Fatores etários
  • ♣    Fatores uterino

A principal causa de infertilidade masculina é a má qualidade do esperma.

 

Exposição solar e risco de infertilidade

No mundo animal a exposição solar aparenta ajudar a regular a fertilidade. A duração de luz solar num dia é um factor importante para a fertilidade. Muitos animais nascem na primavera, quando o acesso a alimentação está facilitada.

A luz solar afecta mais a produção de melatonina do que a de vitamina D. A melatonina é uma hormona produzida essencialmente pela ausência de luz azul brilhante. Esta hormona interfere no relógio biológico de adormecimento e acordar, o chamado de ritmo circadiano. Quando está escuro, o organismo produz melatonina que ajuda a adormecer, quando está claro reduz a produção de melatonina.

A melatonina também afecta a secreção da hormona luteinisante (LH). Esta hormona controla a ovulação feminina e a produção de esperma no homem. É verificada uma actividade mais reduzida nos ovários durante o inverno, quando há mais produção de melatonina.

Num estudo realizado numa clinica de fertilização in vitro, foi verificado que as taxas de sucesso mais elevadas e de embriões de melhor qualidade aconteceram na primavera e as mais baixas no outono.

Vitamina D e infertilidade

Num estudo realizado na Turquia, as mulheres com níveis mais elevados de vitamina D tiveram melhores resultados com fertilizações in vitro. Por cada aumento de 1 ng/mL (2.5 nmol/L) nos níveis de vitamina D, verificou-se um aumento de 6% na gravidez clinica.

No entanto, na Grécia, as mulheres com níveis mais elevados de vitamina D tiveram metade da taxa de sucesso em engravidar do que as mulheres com níveis mais baixos.

Assim, não é claro se a vitamina D afecta ou não as taxas de sucesso de gravidez.

 

Como é que Vitamina D funciona neste caso?

A vitamina D pode afectar a infertilidade ao:

  • ♣    Reduzir a inflamação e a produção de citocinas, o que reduz o risco de abortos espontâneos.
  • ♣    Melhorar a composição do esperma

 

Como é que Melatonina funciona neste caso?

A melatonina pode afectar a fertilidade ao:

  • ♣    Ajustar o ritmo circadiano
  • ♣    Ajustar a resposta hormonal e o sistema imunitário
  • ♣    Proteger certas células durante a gravidez
  • ♣    Corrigir complicações durante a gravidez, decorrente de abortos, pré-eclampsia ou danos cerebrais do feto.

 

Prevenção

A vitamina D pode ajudar a reduzir o risco de infertilidade tanto em mulheres como em homens. Com base em estudos de várias doenças, níveis de vitamina D acima dos 30-40 ng/mL (75-100 nmol/L) podem ajudar a melhorar os resultados.

Melatonina

A produção de melatonina pode melhorar a fertilidade e os resultados de uma gravidez. Não existem quaisquer indicações para a toma de suplementos com melatonina. No entanto, como é produzida quando os olhos recebem menos luz brilhante, pode ser benéfico reduzir a exposição a luzes azuis brilhantes durante a noite. As principais fontes deste género de luz em casa são os ecrans de televisão e os computadores.

Tratamento

Não existem estudos relacionando a vitamina D com a infertilidade.

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(http://forumd.org/forumd/wp-content/uploads/2018/06/Background-2000x800.jpg);background-size: cover;background-position: center center;background-attachment: scroll;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 240px;}