Síndrome do Ovário Poliquistico

Síndrome do Ovário Poliquistico

A síndrome do ovário poliquistico (SOPQ)  é um dos distúrbios hormonais mais comuns nas mulheres. Afecta cerca de 5% a 10% das mulheres em idade reprodutiva (18-45 anos).

A SOPQ é igualmente uma das principais causas infertilidade na mulher.

As mulheres com SOPQ podem apresentar obesidade, anovulação, menstruações irregulares ou inexistentes, acne e níveis elevados de hormonas masculinas.

A gravidade dos sintomas é muito variável de pessoa para pessoa.

 

Fatores de risco para SOPQ

A causa de SOPQ é desconhecida.

Existem alguns factores associados:

  • Aumento da resistência à insulina
  • Diabetes
  • Obesidade

 

Exposição solar e SOPQ

Não existem estudos relativos aos efeitos da exposição solar no risco de SOPQ.

 

Vitamina D e SOPQ

As mulheres com SOPQ e com um elevado índice de massa corporal, apresentam com frequência níveis baixos de vitamina D.

Estudos levados a efeito na Alemanha, Austria e Turquia associaram os baixos níveis de vitamina D à obesidade e à resistência à insulina, e não especificamente ao SOPQ.
A obesidade e a resistência à insulina são duas características da síndrome metabólica, que acompanha muitas vezes o SOPQ, o que confere maior predisposição para as doenças cardiovasculares.

Alguns sinais da síndrome metabólica incluem gordura à volta do abdómen, triglicéridos altos, lipoproteína do colesterol de alta densidade (HDL-C) baixa, lipoproteína do colesterol de baixa densidade (LDL-C) alto, aumento da resistência à insulina, níveis altos de glicémia (açucar) no sangue e marcadores inflamatórios.

 

Como é que Vitamina D funciona neste caso?

A vitamina D pode ajudar as mulheres que sofrem de PCOS:

  • Aumenta a sensibilidade à insulina
  • Reduz o risco de pressão arterial alta

Estes benefícios também reduzem o risco de síndrome metabólico.

 

Prevenção e tratamento

Não existe evidência que a vitamina D actue directamente no SOPQ. No entanto, a vitamina D pode reduzir o risco e as consequências da síndrome metabólica.

 

Vitamina D e cálcio

Num estudo realizado em Nova Iorque verificou-se que o aumento das doses de suplementos de vitamina D e cálcio normalizavam os ciclos menstruais e o sangramento anormal.

Noutro estudo desenvolvido na Turquia, uma simples dose elevada de vitamina D3 (colicalciferol) melhorou a resistência à insulina.

Com base em estudos de outras doenças, os níveis ideais de vitamina D devem estar acima dos 30–40 ng/mL (75–100 nmol/L). Para atingir estes niveis, é recomendável 1000-5000 UI (25-125 mcg) de vitamina D3 por dia. No entanto, estes valores podem variar consideravelmente de pessoa para pessoa, pelo que as concentrações de vitamina D devem ser avaliadas antes de se iniciar suplementação.

Colocar os níveis de vitamina D em concentração adequadas pode ajudar as mulheres que sofrem de SOPQ, pois além de auxiliar o sistema reprodutivo, estabiliza a síndrome metabólica, que geralmente surge associada ao SOPQ.

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(http://forumd.org/forumd/wp-content/uploads/2018/06/Background-2000x800.jpg);background-size: cover;background-position: center center;background-attachment: scroll;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 240px;}