Obrigado por contribuir para melhorar o Fórum D!

Deixe a sua sugestão

IMPRENSA

A importância da Vitamina D (com video)


O reumatologista e um dos promotores do Fórum D, Dr. Pereira da Silva, esteve na Edição da Manhã para falar da importância da vitamina D, quando se sabe que apesar de vivermos num país onde o sol brilha grande parte do ano, muitos portugueses apresentam défice desta vitamina.

As 4 vitaminas recomendadas por um cardiologista (em inglês)


O mundo das vitaminas e suplementos é confuso. Todas apresentam os seus benefícios para a saúde, mas se tudo fosse verdade iria acabar por tomar centenas de suplementos por dia. Como saber quais é que vale a pena ter atenção? Fique a saber!

Vitamina D aumenta esperança de vida


Estudo norte-americano relaciona níveis demasiado baixos de vitamina D com o desenvolvimento de certas doenças, como as do foro cardíaco, diabetes e hipertensão.

VIDEOS

O Popular Dr. Oz aponta as Vantagens da Vitamina D


O Dr. Oz também conhecido da televisão Portuguesa refere os niveis preocupantes de carência de Vitamina D nos Estados Unidos da América e as vantagens que esta pode trazer.

A Verdadeira História da Vitamina D


Uma reportagem da CBN News sobre os efeitos da Vitamina D e os efeitos benéficos que demonstra ter contras as infecções virais entre outros.

A Vitamina D na Prevenção do Cancro


O Dr. Meschino um dos pioneiros na criação de vídeos educativos sobre medicina na Internet fala sobre a Vitamina D e a sua importância na prevenção do cancro.

Uma extensa compilação de artigos sobre Vitamina D, com link para pubmed ou fontes semelhantes.

Aceda à base científica
Baixos níveis de Vitamina D podem aumentar o risco de fracturas de stress em indivíduos ativos

Publicado 12 de Fevereiro de 2016

Especialistas sugerem que pessoas que participam em actividades de alto impacto podem beneficiar em manter níveis elevados de Vitamina D.

A vitamina D desempenha um papel crucial na manutenção da densidade óssea apropriada. Indivíduos ativos que gostam de participar em atividades de alto impacto podem precisar de manter os níveis de vitamina D mais altos de modo a reduzir o risco de fraturas de stress, referem investigadores no The Journal of Foot & Ankle Surgery.

Os investigadores avaliaram a concentração sérica de 25 (OH) D em indivíduos com fracturas de stress confirmadas. "Ao avaliar as concentrações médias de vitamina D de pessoas com fraturas por stress e comparando-as com as recomendações atuais, queríamos incentivar a discussão sobre se níveis de Vitamina D devem ser superiores aos recomendados em indivíduos ativos", explicou o investigador Jason R . Miller, director da Pennsylvania Intensive Lower Extremity Fellowship e cirurgião especializado na Premier Orthopedics and Sports Medicine, em Malvern, Pennsylvania.

Foram revistos os registos médicos de pacientes que apresentaram dor na extremidade inferior, com suspeita de uma fratura por stress, ao longo de um período de três anos (agosto de 2011 a julho de 2014). Radiologistas musculoesqueléticos reviram de forma independente todos os exames de ressonância magnética de modo a confirmar o diagnóstico de uma fratura por stress.

O nível sérico de vitamina D foi avaliado no período máximo de  três meses após o diagnóstico em 53 (42,74%) desses pacientes. Usando os padrões recomendados pelo Vitamin D Council (Vitamina D suficiente: 40 a 80 ng/mL), mais de 80% desses indivíduos foram classificados como tendo níveis insuficientes de vitamina D. De acordo com os padrões estabelecidos pela Sociedade Americana de Endocrinologia (Vitamina D suficiente: 30 a 100 ng/mL), mais de 50% tinham níveis insuficientes.

"Com base nestes resultados, recomendamos níveis de vitamina D de pelo menos 40 ng/mL no sentido de prevenir fraturas por stress, especialmente para pessoas ativas que gostam de participar em atividades de alto impacto", explicou o Dr. Miller. "Estes dados estão correlacionados com um estudo anterior envolvendo 600 recrutas da Marinha, do sexo feminino, que apresentavam o dobro do risco de fratura destress da tíbia e perónio com níveis de vitamina D inferiores a 20 ng/mL em comparação com as mulheres com concentrações acima de 40 ng/mL.”

"No entanto, a vitamina D não é o único factor de risco para uma fratura de stress pelo que recomendamos que as pessoas que se exercitam regularmente ou pratiquem atividades desportivas de alto impacto se aconselhem sobre as diversas medidas preventivas de ocorrer uma fratura destress", concluiu.

 

Links & referências:

 

http://www.sciencedaily.com/

http://www.eurekalert.org/

Jason R. Miller, Karl W. Dunn, Louis J. Ciliberti, Rikhil D. Patel, Brock A. Swanson. Association of Vitamin D With Stress Fractures: A Retrospective Cohort StudyThe Journal of Foot and Ankle Surgery, 2015; DOI: 10.1053/j.jfas.2015.08.002