Alerta para aumento da osteoporose

Alerta para aumento da osteoporose

A Associação Portuguesa de Osteoporose (APO) alertou este sábado para “o aumento exponencial” desta patologia face ao envelhecimento da população e apelou à prevenção da doença que afecta cerca de 650 mil portugueses.

A APO considera que se trata de “um problema grave” de saúde pública e “uma carga acrescida” para o Serviço Nacional de Saúde, quer em cuidados médicos, quer em protecção social. A osteoporose é uma doença caracterizada pela redução acentuada da densidade óssea, o que faz com que os ossos fiquem mais frágeis e se fracturem na sequência de pequenas quedas e pequenos traumatismos.

O seu desenvolvimento é lento, podendo progredir durante vários anos sem apresentar sintomas. A propósito do Dia Mundial da Luta Contra a Osteoporose, que se assinala a 20 de Outubro, a APO defende “a urgência de um amplo plano de prevenção da Osteoporose”, que passa por assegurar uma ingestão contínua de alimentos ricos em cálcio, como o leite e seus derivados, pela prática de exercício físico adequado a cada idade, e pela introdução de Vitamina D, mote na campanha de prevenção para 2011.

Aplicados em conjunto, “os três eixos protagonizam uma saúde óssea e muscular mais robusta”, refere a associação. Segundo dados do INE, o índice de envelhecimento da população em Portugal tem aumentado na última década ­ 102,2 idosos por 100 jovens em 2000, para 117,6 em 2009. As projecções do índice de envelhecimento divulgados pela Eurostat sobre um conjunto de 29 países europeus agravam o cenário e apontam Portugal como o 7.º país mais envelhecido em 2030, com cerca de 175 idosos por 100 jovens, significando um aumento de cerca de 50 por cento do grupo etário mais afectado pela osteoporose.

Segundo a APO, “75 por cento de todas as fracturas ocorrem em indivíduos com mais de 75 anos”. As mulheres na pós-menopausa são o grupo mais afectado por esta doença. Dos 650 mil portugueses afectados, 590 mil são mulheres. Contudo, esta associação considera importante a consciencialização de que a osteoporose não é exclusiva de idosos e mulheres na pós-menopausa. A osteoporose pode ter múltiplas causas, e muitas vezes é uma consequência do modo de vida numa fase mais jovem, ainda que existam pessoas com maior risco de sofrer ou vir a sofrer da doença.

Nas crianças mais pequenas, as necessidades de cálcio podem ser atingidas com cerca de 0,5 litros de leite, mas é na adolescência que se dá uma fase particularmente importante para a ingestão de cálcio, porque as necessidades diárias deste mineral aumentam significativamente. Do conjunto de iniciativas que a APO está a desenvolver no âmbito do Dia Mundial de luta contra a Osteoporose destaca-se a 2.ª Corrida e Caminhada dos Ossos Saudáveis, que se realiza no próximo domingo na Rotunda da Boavista, no Porto. Simultaneamente, haverá rastreios gratuitos e aconselhamento nutricional no Palácio de Cristal.

NOTA: Este artigo já não está disponível online.

 

 

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(http://forumd.org/forumd/wp-content/uploads/2018/06/Background-2000x800.jpg);background-size: cover;background-position: center center;background-attachment: scroll;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 240px;}