Menos gordura corporal em crianças com bons níveis de Vitamina D

Menos gordura corporal em crianças com bons níveis de Vitamina D

A manutenção de níveis saudáveis de vitamina D no primeiro ano de vida parece contribuir para que as crianças tenham mais massa muscular e menos gordura corporal, de acordo com um novo estudo publicado na revista Pediatric Obesity.

As descobertas surgiram a partir de uma pesquisa inicialmente destinada a confirmar a importância da vitamina D para a densidade mineral óssea. O benefício adicional em termos de composição corporal veio como uma surpresa para a equipa de investigação.

“Nós estávamos muito intrigados com a maior massa magra e com a possibilidade da vitamina D poder ajudar crianças não apenas a desenvolver esqueletos saudáveis, mas também quantidades saudáveis de músculo e menos gordura”, disse Hope Weiler, uma dos autoras do estudo e diretora do Mary Emily Clinical Nutrition Research Unit da Universidade McGill.

Pela primeira vez foi feita uma ligação entre os benefícios de atingir níveis saudáveis vitamina D durante os primeiros 12 a 36 meses de vida e como a massa muscular se desenvolve. Os investigadores conseguiram-no ao fazer o follow-up de um estudo de 2013, em que 132 crianças, com idades entre 1 mês e 12 meses em Montréal, Québec, tomaram suplementos de vitamina D3 de uma de quatro dosagens diferentes.

O novo estudo confirmou a importância de um suplemento de vitamina D de 400 UI / dia durante o primeiro ano de um bebé para o desenvolvimento de ossos fortes. Este valor está em linha com as atuais orientações de saúde no Canadá. Os investigadores descobriram que doses mais elevadas não apresentaram qualquer benefício adicional – pelo menos não em termos de desenvolvimento ósseo.

Mas os exames usados para avaliar a densidade óssea também permitiram que a equipa medisse a massa muscular e gordura das crianças. Apesar de não haver diferenças significativas na composição corporal entre os diferentes grupos de dosagem, os investigadores descobriram que crianças que tinham os níveis de vitamina D acima do limite recomendado pela Sociedade Canadiana de Pediatria tinham em média cerca de 450 gramas a menos de gordura corporal aos 3 anos de idade.

Suplementos importantes em invernos longos

A suplementação de vitamina D é uma recomendação de rotina para bebés até que eles a possam obter de outra forma. A pele sintetiza a vitamina D quando exposta à luz solar, tornando a suplementação ainda mais importante onde longos invernos reduzem obviamente a oportunidade para que isso aconteça. Além disso, muitas autoridades de saúde aconselham os pais a evitar a luz solar direta e incentivam o uso de cremes e protetores solares em lactentes jovens.

A atividade física também reduz a gordura corporal

Outras análises também indicaram uma correlação entre a massa muscular magra e do nível médio de vitamina D no organismo ao longo dos três primeiros anos de vida de uma criança. O único outro fator que mostrou ter uma diferença significativa na quantidade de gordura corporal das crianças era o seu nível de atividade física.

Referência:

T. J. Hazell, S. Gallo, C. A. Vanstone, S. Agellon, C. Rodd, H. A. Weiler.Vitamin D supplementation trial in infancy: body composition effects at 3 years of age in a prospective follow-up study from Montréal.Pediatric Obesity, 2016; DOI: 10.1111/ijpo.12105 (Link)

Artigo original Science Daily

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(http://forumd.org/forumd/wp-content/uploads/2018/06/Background-2000x800.jpg);background-size: cover;background-position: center center;background-attachment: scroll;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 240px;}