Suplementação com Vitamina D pode ajudar a prevenir infeções do trato urinário

Suplementação com Vitamina D pode ajudar a prevenir infeções do trato urinário

Um estudo controlado e randomizado (RCT), com cinco anos de duração, descobriu que suplementos de vitamina D ajudam a prevenir infecções do trato urinário.

A infecção do trato urinário (ITU) pode afetar qualquer parte do sistema urinário, incluindo os rins, ureteres, bexiga e uretra. A maioria das infecções do trato urinário envolve o tracto urinário inferior, composto pela bexiga e uretra.

As mulheres apresentam um risco mais elevado de desenvolver uma ITU, estimando-se que cerca de 50% irá experimentar uma ITU em algum momento da sua vida. No entanto, os homens também podem ser afetados por ITUs. Os sintomas incluem uma sensação de ardor ao urinar, vontade frequente ou intensa de urinar, dor ou pressão na região inferior da barriga, dor nas costas, sensação de cansaço e febre. Quando tratada adequadamente com antibióticos, as ITUs inferiores raramente levam a complicações. Porém, quando não tratada, uma infecção urinária pode ter consequências graves, incluindo danos permanentes nos rins e sepsis

Estudos anteriores demonstraram que a vitamina D pode ajudar a combater a infecção ao aumentar a produção de péptidos antimicrobianos. Estes péptidos ajudam o corpo a destruir as paredes de células de vírus e bactérias.

A relação entre baixos níveis de vitamina D e ITUs levou investigadores da Noruega a avaliar se a suplementação de vitamina D poderia reduzir o risco de ITUs. Além de investigar os efeitos da suplementação de vitamina D nas ITUs, também procuraram determinar se a vitamina D afeta a incidência de infecções do tracto respiratório (ITR), partindo do pressuposto que a vitamina D poderia desempenhar um papel semelhante em ambas as situações.

Um total de 511 doentes pré-diabéticos foram randomizados para receber 20.000 UI de vitamina D por semana ou placebo, durante cinco anos. A cada seis meses, os participantes preencheram um questionário sobre as infecções do tracto respiratório (ITR) e infecções do trato urinário (ITU). Os doentes que desenvolveram Diabetes tipo II durante o estudo foram excluídos.

Alguns dos principais resultados deste estudo foram:

  • Níveis de vitamina D basais foram de 23,9 ng/mL e 24,4 ng/ml no grupo da vitamina D e grupo de placebo, respectivamente.
  • Níveis de vitamina D aumentaram no grupo da vitamina D para uma média de 48,8 ng/mL ao fim de cinco anos; níveis de vitamina D do grupo placebo permaneceram estáveis.
  • Durante o estudo, 153 participantes no grupo de vitamina D abandonaram o estudo devido a doença ou ao desenvolvimento de diabetes do tipo II.
  • Não foram registradas diferenças significativas em relação a eventos adversos.
  • 141 ITU foram registadas durante o período do estudo (cinco anos); 44 (18 incidentes e 26 recorrentes) no grupo da vitamina D e 97 (34 incidentes e 63 recorrentes) no grupo placebo (p <0,05).
  • Quando agrupados por sexo, a ocorrência de ITU foi significativamente menor no grupo de vitamina D, em comparação com o grupo placebo, entre os homens. No entanto, não se verificou diferença as mulheres.
  • A vitamina D não pareceu afetar a ocorrência de ITRs.

Com base nestes resultados os autores concluíram que “a suplementação com vitamina D reduziu significativamente a ocorrência e número de ITU durante um estudo de intervenção de cinco anos, ao passo que nenhum efeito foi observado nas ITR.”

Os investigadores reconheceram a principal limitação a definição com auto-relato da ocorrência de infecções, sem qualquer verificação bacteriológica, podendo associar-se a “viés de memória”. O estudo possui, no entanto, alguns pontos fortes: seguiu estritamente um desenho RCT, incluindo um grande número de participantes. Adicionalmente, foi conduzido durante um longo período de tempo. Por último, os investigadores mediram os níveis de vitamina D antes e após a intervenção, mostrando que o grupo de vitamina D alcançou suficiência e o grupo placebo permaneceu deficiente.

Como apontam os investigadores, são necessários mais ensaios clínicos randomizados para confirmar estes resultados.

 

Fontes & Referências

https://www.vitamindcouncil.org/blog/vitamin-d-supplementation-may-prevent-urinary-tract-infections/

Rolfe J. et al. Prevention of urinary tract infections with vitamin D supplementation 20,000 IU per week for five years. Results from an RCT including 511 subjects. Infectious Diseases, 2016.

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(http://forumd.org/forumd/wp-content/uploads/2018/06/Background-2000x800.jpg);background-size: cover;background-position: center center;background-attachment: scroll;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 240px;}